Notícias - Amamentação

Amamentação: O que é, quando deve-se amamentar, há complicações?

Amamentação: O que é, quando deve-se amamentar, há complicações?

Por EME Equipment em 04/02/2019

O aleitamento é a forma de alimentação mais natural e o ideal para o recém-nascido porque  ele atende precisamente a suas necessidades. O ato de amamentar pode ser difícil para algumas mulheres, frequentemente pela falta de informação.  Vamos falar sobre ato de amor que, felizmente, voltou à moda.

O aleitamento: o que é?

A amamentação materna é a forma ideal de alimentação para o recém-nascido. O leite materno é o melhor alimento para o bebê. Ele contem oligoelementos, vitaminas e gorduras em quantidade suficiente. Ainda, o aleitamento permite reforçar defesas imunitárias e fornece importantes anticorpos, diferente do leite artificial. A amamentação é uma escolha pessoal e a decisão é, unicamente, da mãe. No caso da mãe não poder ou querer amamentar, isso não significa que ela é uma mãe ruim. A amamentação é uma escolha e uma experiência difícil para certas mulheres. 

Quando deve-se amamentar?

Desde o nascimento, o seio da mãe secreta o colostro, o primeiro leite secretado pelo seio maternal. Ele é perfeito para nutrir o bebê  e funciona como uma barreira contra eventuais agressões microbianas. O leite materno chega a seu estado maduro no começo da segunda semana depois do início da amamentação. A amamentação funciona com o princípio da oferta e da demanda: a quantidade de leite fabricado depende da frequência da amamentação. Quanto mais o bebê consome leite, mais ele vai querer mamar e mais leite a mamãe vai produzir.

Não existe um momento preciso para amamentar o bebê, mas não é preciso esperar que ele chore para oferecer o peito. Existem alguns sinais detectáveis, que indicam a hora de mamar. Não existe um número exato de mamada mas 10 a 12 vezes por dia  é a média nas primeiras semanas. Em seguida, a mãe e o bebê  construíram seu hábito e encontrarão seu próprio ritmo. 

Quais são as complicações? Quais são as contra-indicações?

Algumas complicações podem acontecer e é preferível falar de problemas, porque eles são evitáveis,e a amamentação pode ser continuada. Estas complicações podem ser:- as rachaduras, caracterizadas por fissuras cutâneas do mamilo ou auréola- um congestionamento, sob forma de congestão do seio secundário devido a uma excreção insuficiente de leite-uma linfangite, reação inflamatória secundária a uma agressão traumática ou infecciosa do sistema linfático. Neste caso, é necessário consultar um médico para o tratamento.

Para concluir, é desaconselhável à algumas pessoas a amamentação devido a alguns tipos de doença ou medicamentos. As pessoas vítimas de tuberculose ativa não tratada, HIV, vírus HTLV1 e 2, mães expostas a produtos radioativos com fins radioativos ou terapêuticos não podem amamentar seus filhos, assim como aqueles que fazem quimioterapia e toxicodependentes. Cada caso é diferente e há muitas exceções, converse com seu médico. 

Fonte: https://bit.ly/2GrpgMi

Gostou desse artigo? Clique no botão a seguir e se inscreva para receber semanalmente artigos relacionados à amamentação e dicas para mães.

Quero saber mais sobre amamentação

Matern Milk e a EME Equipment apoiam o aleitamento materno.

Aproveite para seguir nossa página no Facebook Instagram.

Compartilhar essa publicação
Comentar essa publicação

Assine nossa newsletter

Digite seu e-mail e receba notícias e novidades

Categorias

Encontre um representante

e solicite seu orçamento